Regina Morelo
Escritora e poeta - Belo Horizonte e Tocantins/MG
Caro Carlos Lúcio Gontijo: Já de longa data, conhecemos os clamores de quem tem a coragem de oferecer néctar a quem já se acostumou a ingerir veneno. Vivemos realmente numa sociedade onde literatura é coisa "boba". Contudo, quem não aprecia uma boa leitura, tem total interesse por músicas tais como: "Eu quero o tiu... eu quero o tiá", onde vão ao delírio com Michel Teló e tantos outros que a mídia abraça e valoriza e o povo embarca nessa canoa furada, jogando merda na cabeça, perdendo a oportunidade de ser alguém melhor. São infelizmente, os novos tempos. E contra essa enxurrada de besteiras, pouco ou quase nada podemos fazer. A avalanche é muito pesada para ser contida por poucos braços. Você e outros poucos idealistas são heróis que não se deixam abater por essa crise de pobreza intelectual. É o que eu posso dizer.