Um dia Carlos Lúcio Gontijo recebeu por e-mail a solicitação para fazer versos destinados a uma cachaça denominada MARIA ANDANTE. Então fez este poema, que ainda existe e foi impresso na embalagem de uma cachaça que, por problemas industriais, não existe mais, apesar do grande sucesso alcançado junto aos consumidores.