O poema MINHA BH INTERIOR foi escolhido pela ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGÊNCIAS DE VIAGEM (ABAV-MG) para compor peça publicitária comemorativa dos 116 anos de Belo Horizonte. 



A agência de publicidade SABIÁ PROPAGANDA foi incumbida de criar um mosaico com fotos antigas de Belo Horizonte, que seria (e foi) instalado no estabelecimento ESPETO & PROSA, localizado na Rua Gaicuí, 112, no Bairro Luxemburgo...
No mosaico fotográfico, os responsáveis por sua criação e montagem inseriram o nosso poema MINHA BH INTERIOR.




O autor recebeu, no dia 9 de novembro de 2013, a “Medalha Mérito Cultural Abril Poético”, do grupo LESMA (Liga Ecológica Santa Matilde), de Conselheiro Lafaiete, que foi representado pelo poeta Luiz Cláudio de Paulo.

O autor recebeu o Troféu Prêmio Mérito Literário Poeta Antônio Fonseca, em 27 de abril de 2012, em Belo Horizonte.

O autor recebeu a Medalha Grande Oriente do Brasil, em Mariana, no dia 24 de setembro de 2011. 

O autor recebeu o Troféu Carlos Drummond de Andrade, em 5 de junho de 2010, na cidade de Itabira.

"Quando a vez é do mar" em Nova York

Amizades verdadeiras, desprendimento e sensibilidade
não carecem de muita proximidade no campo físico...
Jamais tive a felicidade de apertar as mãos da poetisa
Efigênia Coutinho, fundadora da Academia Virtual Sala
de Poetas e Escritores (AVSPE) e que vive em Camboriú/SC.
Entretanto, ela foi capaz de pegar um livro de minha autoria
e levá-lo, pessoalmente, até a "New York Home Poets", pelo
simples fato de conhecer o meu trabalho literário – certamente
a melhor parte de mim.
Num tempo de tanta indiferença e desconsideração de uns
para com os outros, é demais, não!!!

 

A "Biblioteca Comunitária Carlos Lúcio Gontijo" foi inaugurada no dia 31 de julho de 2009, no Bairro Flávio de Oliveira, em Santo Antônio do Monte, onde o autor também dá nome à biblioteca do Instituto Maria Angélica de Castro (IMAC): "Biblioteca Poeta Carlos Lúcio Gontijo".

 

BIBLIOTECA CLG
Independentemente do amanhecer
Gente de maldizer sempre tem
Haverá quem diga já vai tarde
Quando desta vida eu partir
Contudo indiferente estarei a sorrir
Embebido no luzir de novo horizonte
Em dimensão distante de minha Samonte
Enquanto aqui, nesta biblioteca prazenteira
No alto do bairro Flávio de Oliveira
Sob quântico calor comunitário sem fim
Palavras em cântico gráfico-humanitário
Carpirão abecedários inaudíveis por mim
No intuito de preservar o emblema rijo:
“Biblioteca Comunitária Carlos Lúcio Gontijo”

 

 

 CARLOS LÚCIO GONTIJO É VERBETE DO DICIONÁRIO BIOBIBLIOGRÁFICO REGIONAL DO BRASIL, DE MÁRIO RIBEIRO MARTINS, VIA INTERNET, DENTRO DE ENSAIO, NO SITE WWW.USINADELETRAS.COM.BR

 

 

CARLOS LÚCIO GONTIJO EM SOLENIDADE DE
RECEBIMENTO DE CERTIFICADO DE
HONRA AO MÉRITO CONCEDIDO PELA PREFEITURA DE
SANTO ANTÔNIO DO MONTE, EM 1977
(EM PROPOSIÇÃO DO ENTÃO JOVEM VEREADOR
JOSÉ MAGELA COUTO), PELAS MÃOS DO
EX-GOVERNADOR, SENADOR E MINISTRO DE
ESTADO JOSÉ DE MAGALHÃES PINTO.

 

 

Embaixador Universal da Paz no âmbito do Círculo Universal dos Embaixadores da Paz.Cercle Universel Des Ambassadeurs De La Paix - Suisse/France 

(Representando a cidade de Belo Horizonte/MG)

 

 

Na pessoa da presidente do Projeto Revista zaP! (sediado em São Paulo/SP), Elizabeth Misciasci, deixo o meu agradecimento pela honraria concedida ao trabalho literário e jornalístico que desenvolvo há 33 anos, sob a certeza de que tal premiação, marcada pela espontaneidade e luzidia importância, levar-me-á à projeção de empenho cada vez maior, na busca de contribuir, ainda que minimamente, para a construção de um mundo melhor e repleto de paz entre todos os seres humanos que o habitam.

Caríssima Elizabeth, eis aí a única forma com a qual imagino (e posso) lhe agradecer por concessão de honraria tão espontânea... Afinal de contas, eu sou apenas poeta e pequeno escritor (daqueles menores) com muitos sonhos e anos de estrada!


À Elizabeth Misciasci

             Carlos Lúcio Gontijo

A tinta do arrebol do horizonte

Onde todo mistério se esconde

Traz ternura que não se repete

É a intelectualidade de Elizabeth Misciasci

Doando sua disposição e toda arte

A quem traga luz e criatividade na face

E queira fazer parte de luta desarmada

Que não aceita o engano de nenhum disfarce

E acredita na afeição construída no mormaço

Sob a ternura do calor de um simples abraço! 

 

 

 

 


Carlos Lúcio Gontijo é membro da entidade cultural Uniletras.