Quando quero contar sobre mim, são livros o que conto!

MERCUROCROMO DA VIDA

(*) Carlos Lúcio Gontijo   Quem planta algodão, semeia nuvem no chão. Assim, os que exercitam a arte da palavra escrita são cultivadores da sensibilidade e do amor no coração. É bastante isoladora a situação do meio artístico brasileiro perante o declínio do gosto pela leitura, tão bem explicitado por figuras públicas como o ex-presidente […]

TÍTULO DE HONRA AO MÉRITO

O primeiro gesto de reconhecimento à minha labuta poético-literária veio numa iniciativa do então jovem vereador de Santo Antônio do Monte e (agora) saudoso amigo José Magela do Couto.

DOIS INCOMPARÁVEIS TROFÉUS.

Mário Antonio (residente em BH) cometeu a cortesia de patrocinar o serviço fotográfico do lançamento de nosso livro “100 TEMPO” em Belo Horizonte no dia 27/4/2024, enquanto hoje, inesperadamente, amigo-leitor de Contagem nos envia espontâneo e singelo apoio via Correios, o que para mim tem significado de milhão, pois se trata de cidadão aposentado (de […]

Muitas mãos a segurar minha pena

(*) Carlos Lúcio Gontijo   Quando dei início ao sonho idealista de escrever e publicar livros, eu tinha 14 anos, mas como é exercício de difícil realização somente pude levar livro à gráfica aos 25, em momento que contei com o apoio decisivo de minha mãe Betty Rodrigues Gontijo, que se dispôs a me ajudar […]

“MULHERES E PREDADORES”.

CARLOS LÚCIO GONTIJO TEM O SEU NOME CITADO NO ROMANCE “MULHERES E PREDADORES”.   (*) HERMÍNIO PRATES é jornalista, professor universitário e escritor.

“MULHERES E PREDADORES”, Um romance fadado a ter vida longa.

(*) Carlos Lúcio Gontijo   O autor Hermínio Prates, também jornalista e professor, usou o romance “MULHERES E PREDADORES” como ferramenta de jornalismo e momento de aula, fazendo do palco de vida da protagonista Suzana (Suzy) uma extensão dos cenários político, social e artístico do Brasil   Fica bastante explícito pelo enredo bem tramado que […]

“100 TEMPO” na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais.

Prezado Escritor Carlos Lúcio Gontijo   Com satisfação e alegria recebemos aqui na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, o Sr. Robson que veio trazer uma doação de 12 exemplares de seu livro ” 100 Tempo”.   Agradecemos o seu gesto e seu Amor por essa Biblioteca

Sob as trombetas das sextas-feiras

(*) Carlos Lúcio Gontijo   Sempre me preocupei em trabalhar contra a elitização do ambiente literário, razão pela qual os lançamentos de meus livros ao longo dos anos (desde 1977) foram marcados pela heterogeneidade de público, uma vez que existe leitor em todos os segmentos sociais, apesar do escasso gosto pela leitura constatado Brasil afora. […]

Pintando o sete

(*) Carlos Lúcio Gontijo   Quando nasci no dia 27 de abril de 1952 o Brasil já era o país do futuro e, agora, em 2024 comemoro 72 anos com a nação brasileira ainda à espera da alvissareira bonança que nunca vem, permanecendo atavicamente na construção de oásis de fartura e prosperidade para poucos. A […]